Pular para o conteúdo

Ei Vanderlei / Você esperou / E sua hora já chegou

06/05/2010

Quero, antes de tudo, agradecer ao Profexô Vanderlei Luxemburgo por trazer, no ano passado, o zagueiro Edu Dracena para a Vila Belmiro. Foi dele o gol da classificação nos últimos minutos da partida lá no Mineirão. Sem aquele gol, a decisão de hoje na Vila Belmiro iria para os pênaltis.

Pois bem. O Peixe fritou o Galo com o costumeiro show de bola que tem encantado a torcida. Parece mesmo que a pressão para ganhar o título paulista atrapalhou o rendimento dos meninos nos últimos jogos.

Dorival Júnior parece ter tomado consciência que o nosso jogo é pressionar o adversário, do início ao fim. Voltou ao esquema com três atacantes e não deu chances para o Galináceo Mineiro.

O Santos entrou em campo bem mais atento do que na primeira partida, marcando forte as saídas de bola do Atlético. Acuados, os mineiros não conseguiam passar da linha do meio de campo. Não houve lance perdido para o time durante os 90 minutos. Com a bola, o Peixe foi extremamente ofensivo, buscando o gol a todo o momento. Sem ela, Ganso, André e Robinho voltavam para ajudar na marcação, fazendo uma linha de três jogadores na saída de bola do adversário.

Tanto domínio resultou em gol logo aos 16 minutos. Neymar e Ganso brigaram pela bola no lado esquerdo. O meia ganhou dos zagueiros e passou para o atacante que fez um lindo drible de corpo para sair pela linha de fundo. Do cruzamento rasteiro para André, saiu o gol que inaugurou o Placar.

O Galo quase empatou aos 34 minutos, na única jogada de Diego Tardelli na partida. Cruzando com a bola dominada da esquerda para o meio da área Santista, o atacante chutou no canto direito de Felipe. Para nossa sorte, a bola carimbou a trave.

O Galo precisava de um gol e marcava a saída de bola do Santos. Desculpem, leitores, mas não resisto e mando um recado aos adversários – podem vir pra cima com tudo. Nosso contra-ataque é mortal.

Aos 43 minutos, Pará roubou a bola de Jairo, avançou pelo lado direito e fez um bom passe para Robinho. De um craque para outro, Robinho chutou cruzado para Neymar, que entrava livre pelo meio, empurrar para dentro do gol.

No ultimo minuto do primeiro tempo, o Galo diminuiu após cruzamento pela esquerda. Felipe desviou a bola e Ganso evitou que um cabeceio entrasse no gol. Na sobra, Correa chutou forte e marcou para o time mineiro.

Após o intervalo, o Peixe veio pra cima novamente, impondo grande volume de jogo à defesa galinácea. O terceiro gol saiu logo aos quatro minutos – a bola sobrou para Edu Dracena (valeu Luxa) na pequena área. De costas para o gol, o zagueiro rolou para Wesley, que veio de trás, dominou, e mandou uma bomba, estufando as redes. A partir daí, o cansaço bateu no time do Santos, devido à desgastante sequência de jogos que vem realizando.

Dorival tirou Neymar, que levou o terceiro amarelo e não enfrenta o Grêmio na semifinais. Em seu lugar entrou Zé Eduardo. André, visivelmente cansado, saiu para a entrada de Marquinhos. Léo também foi substituído, ainda no primeiro tempo, devido a uma contusão. Alexsandro ocupou a lateral direita.

O Galo então foi ao ataque, mas sem grandes perigos. O Peixe apenas administrava, tocando a bola enquanto o tempo passava até o apito final. As brincadeiras da molecada foram comprovadas dentro de campo.

Como a torcida repetia, em coro, a brincadeira após o jogo, Luxemburgo, em entrevista coletiva, disse que nunca mais voltará a trabalhar no Santos.

Graças a Deus. Mais uma vez a torcida do Peixe agradece, Luxemburgo.

Destaque Negativo:

Se o time desempenhou um grande papel em campo, a Torcida Jovem do Santos, que habitualmente faz muito barulho nas arquibancadas que ficam abaixo do placar eletrônico da Vila Belmiro, merece inúmeras críticas.

Assistiram ao jogo sentados, em silêncio, em protesto à carga de ingressos reduzida que a nova diretoria direcionou à entidade. Além de estenderem uma faixa com os seguintes dizeres: “Respeito é bom e eu gosto” .

A execrável postura da Torcida Jovem é contraditória com o lema que pregam, que é o de acompanharem o time “como e onde ele estiver”. Em uma partida importante como essa, a organizada, em protesto, resolveu não apoiar o time, de maneira extremamente burra.

A política da nova diretoria é a de priorizar o sócio-torcedor, que paga mensalmente e tem o direito de assistir às partidas quando bem desejar.

Então eu questiono: Por que é que eu, torcedor comum, tenho que pagar pelo ingresso e um membro da organizada não? Eles amam o Santos Futebol Clube mais do que os outros torcedores?

Quando vou ao estádio ver o meu Peixão, vou com a camisa do time, e não com a peita de uma entidade que se coloca acima dos interesses do clube a que pregam amor.

Fica o recado aqui para a organizada – respeito é muito bom, e os verdadeiros torcedores, ao respeito, têm muito apreço.

PRA CIMA DELES, SANTOS !!!

Tem Twitter? – Então clica aqui. Não sou novela, mas pode me seguir

Crédito das Imagenshttp://www.frangofrito.com.br, http://www.santosmania.com.br e http://www.globo.com/esporte

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. 06/05/2010 16:18

    Você está mal informado a Torcida Jovem que não queria ingressos de graça queria apenas uma carga maior a que foi pra ela destinada, geralamente são 2000 a diretoria para priorizar sócios diminuiu para 400

    Se os ingressos não são de graça, basta comprá-los como qualquer torcedor. Fiquei de fora da final do paulista pois não consegui comprar ingresso.

  2. Bárbara Moura permalink
    11/05/2010 1:33

    Simplismente foi o JOGO, o Santos vinha de duas derrotas e campeão Paulista e tinha que vencer o Galo.Muitas brincadeiras por parte do jogadores santistas que aos olhos dos jogadores e pricipalmente do técnico foi um “desrrespeito” bom cada uma tem o direito de achar o que quizer, mas todos não vimos nada de mais em uma provocaçãosinha de leve!hehehe
    No meio da semana o Vanderlei se pronunciou dizendo que não tinha gostado e o Tardelli disse “isso não é coisa de meninos e sim coisa de moleques”, bom eles viram os “moleques” jogarem, um jogo emocionante e que cofenço fiquei muito nervosa, mas no final deu tudo certo Neymar, Ganço,Robinho entre outros mostraram em CAMPO o que é a juventude santista os “moleques” como disse Tardelli mostraram que são realmente muito jovens mais fazem muito veterano ai de queixo caido, jogando futebol eles mostram a cada partida que são verdadeiros HOMENS, molecagem??? Ah isso ai só pra brincar mesmo fora de campo, pois dentro das quatro linhas a coisa fica séria!!!Eai todo mundo já sabe e toma mais dancinha!A dança do ELIMINAITION kkkk
    Daça luxa!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s